O que esperar na cirurgia para correção da ginecomastia?

A ginecomastia é uma condição que pode afetar homens de qualquer idade e é caracterizada pelo aumento das mamas. Ela é decorrente de uma hipertrofia (aumento) das glândulas mamárias, ou de acúmulo de gordura na região ou ainda uma combinação de ambos.

As ginecomastias glandulares são decorrentes principalmente de alterações hormonais, sendo que estas alterações podem ser fisiológicas, como acontece nos adolescentes, ou induzidas por bloqueios hormonais, como em homens em tratamento de câncer de próstata. O uso de esteroides anabolizantes também podem causar ginecomastia. Além disso, alguns medicamentos de uso corriqueiro, como a cimetidina (para tratamento de gastrite) e o consumo frequente de maconha também estão associados com a ginecomastia.

Já as ginecomastias gordurosas são causadas pelo acúmulo desproporcional de gordura na região, sendo mais comum em pessoas com sobrepeso.

A causa da ginecomastia deve ser conhecida e controlada antes da cirurgia, pois caso contrário a ginecomastia pode voltar.

A cirurgia para correção varia conforme o tipo de ginecomastia.

As ginecomastias gordurosas podem ser corrigidas por meio de lipoaspiração, enquanto as glandulares são tratadas por meio de ressecção cirúrgica deste tecido mamário anormal. Já nas mistas, ambas as abordagens podem ou devem ser empregadas para sua resolução.

A lipoaspiração da ginecomastia gordurosa não é tecnicamente complexa, exige uma pequena incisão por onde é introduzida a cânula de lipoaspiração e tem um pós-operatório mais tranquilo. No pós-operatório deve-se usar colete ou faixa torácica por cerca de 30 dias e os pontos cirúrgicos são retirados em 7-10 dias.

Já quando é necessária ressecção da glândula, haverá uma incisão cirúrgica por onde a glândula será removida, que em geral fica na região periareolar. A cirurgia é mais trabalhosa e pode ser necessário a colocação de um dreno na mama para evitar o acúmulo de sangue. Colete e repouso são imperativos para o sucesso da cirurgia e, se houver pontos, estes serão removidos também entre 7-10 dias.

Em ambas situações, se houver também pele redundante, fazendo com que a mama caia sobre si mesma, pode ser necessário se remover esta pele, mas para isso teremos mais cicatrizes

Em geral o paciente pode ir para casa no mesmo dia em que fez a cirurgia e os principais desconfortos do pós-operatório costumam passar nas primeiras 72 horas. Apesar de apresentar roxos e maior sensibilidade ao toque no início, os resultados da cirurgia podem ser percebidos já nas primeiras semanas.

Última coisa: câncer de mama em homens é muito raro, mas um dos sinais/sintomas é aumento das mamas. Logo seu médico, antes de qualquer procedimento cirúrgico, solicitará exames de imagem para afastar este risco.